segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Qual será a próxima gripe suína?


De repente: BuUUUuuM
Crise mundial. Um medo, desespero. E agora?
O ser humano tem esse hábito, um problema é O problema e ninguém diz Solução. De acordo com Freud um homem normal é neurótico por excelência. O próprio ser humano usa dessa neurose para criar, aumentar ou diminuir impactos.
Vamos lá. Crise mundial. Todos jogaram pedras no Bush, por conta do estrago no Afeganistão, daí foi só o cara lançar uma crise no mundo, para ninguém mais lembrar, dos pobres devotos de Alá. Impressionante.
Como esse cara se reelegeu?
Eeee... Posso pensar que ele se re-elegeria novamente; facilmente.
Enfim, uma campanha enorme... E uma pergunta: De quem será o abacaxi estrelado?
Surge um negro simpatizante do judaísmo. Achei engraçado... Da água pro vinho... Será que eles aprenderam com o erro?

Mas ainnnnnda... crise, crise, crise, crise, crise...
Puta que saco: crise!
Eeeeeeee de repente:
BuUUUuuM
Gripe suína. Um medo, desespero. E agora?
Cadê a crise mundial?
De acordo com João Luiz (meu pai), a tal gripe suína foi criada em laboratório e jogada no México para “tirar o foco”. Ainda segundo papai jogar o vírus mutante nos Chicos foi absolutamente estratégico, pois eram “dois coelhos numa só”, pois estaria expressamente proibida a emigração, destes tão amados e respeitados pelos EUA, e todos tirariam os olhos da grande águia.
Como diz o nosso letrado presidente “A crise é só uma marolinha”.
Nem a morte do rei abalou a gripe. Por que?

Vidas, muitas vidas em jogo. Mortes, muitas mortes em jogo.
Muita mídia, muito dinheiro.
Vacina...
Muita neurose.

Surpreendentemente ainda não vi nenhum, grande líder com suspeita de tal gripe. Quantas crises, quantas gripes ainda virão?
Eu gosto de Freud e gosto meu pai... Ambos tem muita loucura, mas um tanto de razão.
Penso que o mundo só muda, quando as pessoas mudam individualmente, o foco nunca pode ser a problemática.
Neste momento um
As crises estão diante de nós todos os dias, e adiá-las ou subtraí-las não resolve. O medo não resolve. O sofrimento não resolve.
O que resolve é continuar, trabalhar, persistir.

A crise realmente é mundial, mas não somente pelo “coprólitos” do Bush, e sim pela conduta de cada ser humano.
A galera ainda xinga negro, bate em gay, tortura gente, briga por religião. As pessoas ainda julgam e menosprezam as outras sem nem ao menos dar oportunidade a elas. As pessoas ainda mentem, e tem sentimentos inóspitos. As pessoas não acreditam mais nelas e nas outras.
O cinema se tornou tecnologia ao em vez de boas histórias.
espirro é uma explosão.
O que será necessário acontecer agora?
Coloquem suas mascaras e apreciem o voô, que não seja francês é claro.

4 comentários:

BAR DO BARDO disse...

Não sou adepto da teoria conspiração, mas que há algo no ar... há.

Por isso é bom estarmos bem informados.

Felicidades (sem gripe), Sarah!

Casa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Casa disse...

Sugiro um filme:

Idiocracia

genmedcarmo disse...

nossa eu acho realmente que tudo issu é um grande quebra-cabeça sendo cada acontecimento uma peça e nao se volta a analisar a peça anterior sendo que já foi encaixada. A midia tem o maior poder de todos. Sobre o cinema concordo muito plenamente mas se agora são só tecnologias é porque a gente se preocupa mais com isso do que a crise mundial, ja que, procuramos esquecer os problemas durante um filme ao inves de pesquisar e focar uma solução.

Perfeito seu texto continue assim!